A concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida
A concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida
Texto: 1 João 2:16
“Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não vem do Pai, mas sim do mundo”

Introdução: Vivemos em um mundo saturado com o pecado; "...o mundo inteiro jaz no Maligno”. (1 João 5:19). O iníquo usa todos os meios possíveis para que seus "dardos inflamados" (Efésios 6:16) atinjam a mente do cristão. O apóstolo João advertiu contra os perigos no campo de batalha espiritual, o mundo. Em sua primeira epístola (2:16), ele dividiu as seduções mundanas em três categorias:

1. A concupiscência da carne é tudo o que atrai o apetite carnal e físico. Embora os desejos naturais do corpo não são inerentemente mal (por exemplo, a necessidade de comida, bebida, e realização sexual), o diabo pode usar esses desejos lícitos (lícitos dentro de seus próprios limites) para escravizar o homem (1 Coríntios 6:12). Nesta categoria de tentação, Satanás usa os desejos lícitos internos para produzir paixões carnais ilícitas (por exemplo: a gula, a fornicação). Os israelitas sucumbiram sob este tipo de pecado quando "...O povo assentou-se a comer e a beber, e levantou-se para folgar" (1 Coríntios 10:7; Êxodo 32:6). O diabo tentou Jesus pela concupiscência da carne, quando ele pediu-lhe para transformar pedras em pão (Mateus 4:3).

2. A concupiscência dos olhos é tudo o que atrai exigências insaciáveis do olho (Eclesiastes 1:8). Nesta categoria de tentação, Satanás usa a atração externa (seja inerentemente bom, como um desejo de uma casa ou um carro, ou inerentemente mau, como um desejo para a esposa de um vizinho) para produzir a cobiça. Eva (Gênesis 3: 6), e Acã (Josué 7:21) sucumbiram a esse tipo de pecado quando cobiçaram o que era proibido. O diabo tentou Jesus pela concupiscência dos olhos quando ele "...o levou a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles; e disse-lhe: Tudo isto te darei, se, prostrado, me adorares" (Mateus 4: 8-9).

3. A soberba da vida é tudo o que agrada a altivez, arrogância e orgulho. Nesta categoria de tentação, Satanás usa a contemplação da realização pessoal (por exemplo, a popularidade, o sucesso acadêmico) para produzir uma atitude anárquica auto-suficiente. Quando uma pessoa é vítima da soberba da vida, não é mais uma batalha contra a carne; o maligno ganhou a batalha sensual e intelectual. Os israelitas sucumbiram a esse tipo de pecado, quando eles "agiram com orgulho, endureceram a cerviz, e não deram ouvidos aos mandamentos [de Deus]" (Neemias 9:16). O diabo tentou Jesus pela soberba da vida, quando ele "o levou à cidade santa, colocou-o sobre o pináculo do templo”, e pediu-lhe para desafiar a Deus (Mateus 4:5-7).

Conclusão: Enquanto lidamos diariamente com as atrações deste mundo, lembremo-nos de que "o mundo passa e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre" (1 João 2:17).

Pr. Aldenir Araújo

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Axact

Esboço de Sermão

Vestibulum bibendum felis sit amet dolor auctor molestie. In dignissim eget nibh id dapibus. Fusce et suscipit orci. Aliquam sit amet urna lorem. Duis eu imperdiet nunc, non imperdiet libero.

Postar um comentário:

3 comentários:

  1. Jesus, verdade que liberta. Antes desta verdade o homem é seduzido fulminante. O mundo, sedutor e pesado cobrador, o arrasta inexorável. Os estragos são imprevisíveis. A libertação não vem por ele, mas por ELE, ELE, o gigante, o Senhor do cosmos e da história. Magnífico, chiquérrimo demais!. E o satanás é um agente eficiente, fulminante. Ele faz por exemplo com que um homem pegue seu carro e faça glamourosamente uma longa viagem maravilhosa para se encontrar adulteradamente como uma outra mulher de uma cidade distante. O mundo não conspira a nosso favor, o Universo sim. E aí um dia o Rei do Universo - antes dos estragos - fez com que eu nunca mais empreendesse aquela sedutora viagem...:)

    ResponderExcluir

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!