A Importância da Fidelidade

A Importância da Fidelidade
Texto: Hebreus 12:1-3
Introdução: Esta noite eu gostaria que nós olhássemos para um desafio da Palavra de Deus a respeito de nosso legado. O que vamos deixar para trás para aqueles que virão depois de nós.

A epístola aos Hebreus foi escrita para um grupo de crentes que estavam considerando a possibilidade de renunciar a vida cristã. Eles sofreram grandes perseguições e estavam prontos para desistir, mas o escritor procura incentivá-los a serem fieis.

I. O legado de outros

A. Os cristãos hebreus. (Hebreus 10:31-37)
1. Os cristãos hebreus durante um tempo viveram vidas que foram caracterizadas pela paciência e perseverança.
2. Mas algo tinha acontecido que abalou a devoção e a determinação deles.
3. A conexão entre os capítulos décimo e décimo primeiro é esta: em contraste com o estilo de vida atual, o verdadeiro caráter dos hebreus é que eles eram homens de fé.
B. Os exemplos de fidelidade. (Hebreus 11:7)
1. Noé: pacientemente preparou a arca crendo em Deus. V. 7
2. Abraão: avançando em busca da cidade de Deus. V. 9-10
3. Moisés - suportou porque ele viu Aquele que é invisível. V. 27
C. O Desafio.
1. Com esta grande nuvem de testemunhas que foram fiéis; somos desafiados a correr a corrida com paciência.
2. Essas testemunhas estão instando conosco para sermos fieis, e não desistir!
3. Por que isso é importante? Porque outros estão dependendo da nossa fidelidade.
4. Na verdade, existem dois grupos de testemunhas: os que já partiram, e aqueles que estão vindo atrás de nós.

II. Obstáculos a nossa fidelidade.

A. O pecado interior.
1. "...o pecado que tão de perto nos rodeia..."
2. A palavra 'rodeia' significa assediar.
3. Todo pecado nos embaraça e dificulta a nossa corrida.
4. Portanto, ele deve ser posto de lado, não escondeu!
5. O método de Deus de lidar com o pecado não é difícil de entender.
a. Confissão: reconhecer o nosso pecado
b. Arrependimento: mudar a forma como pensamos
c. Perdão: ser purificados pelo sangue de Jesus Cristo. (1 João 1:9) "Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça"
6. Se lutamos com fidelidade, temos de enfrentar a realidade de que pode ser o pecado que está nos impedindo de correr a corrida de forma eficaz.
B. A lentidão. Hebreus 12:3-4
1. Eles estavam correndo uma boa corrida, mas eles descobriram que a corrida não estava quase no fim e que havia muitos quilômetros ainda a percorrer.
2. Como resultado, eles começaram a ser desencorajados e desacelerar.
3. Duas formas de lentidão são notadas:
a. Cansaço: eles olharam para os obstáculos, em vez de a linha de chegada.
b. Desanimo: eles perderam o seu desejo de terminar a corrida. (2 Tessalonicenses 3:13) "Mas vós, irmãos, não vos canseis de fazer o bem"
4. Nós não podemos desistir... muito está em jogo!
5. Exemplo de Calebe: Ele nunca perdeu o ânimo para o que Deus o chamou para fazer... mesmo aos 85 anos de idade, ele estava pronto para a batalha.
6. Não vamos nos permitir ficar lentos quando se trata de nosso serviço para Deus.
C. A disciplina. Hebreus 12:5-11
1. A falta de compreensão da mão disciplinadora de Deus pode nos fazer desistir.
2. A reação natural - motivada pela carne - é visto em nossas crianças.
a. Quantas vezes um pequeno gritou: "Você não me ama!"
b. Ou no mesmo sentido: "Eu não te amo mais!"
c. Muitas vezes os cristãos reagem de forma semelhante em relação a Deus.
3. A reação adequada deve ser a de perceber que Deus tem o melhor interesse no coração.
4. Para aceitá-la como a correção de um Pai amoroso cujo desejo é que nos tornamos mais semelhantes a Ele.

III. O que vai nos manter fiéis?

A. A compreensão da vida cristã.
1. A corrida que devemos correr está marcada para nós na Palavra de Deus.
2. Outros correram a corrida e terminaram o percurso.
3. Outros estão olhando para nós em busca de incentivo
B. Mantendo em vista o nosso objetivo - Jesus Cristo.
1. Lembre-se que "crescimento espiritual" significa tornar-se cada vez mais como Cristo.
2. Mas mais do que isso, devemos "considera-Lo".
3. Isso significa que temos de olhar para nossa própria vida à luz do que Cristo fez por nós.
4. Nós não devemos olhar para a vida dos outros, mas devemos olhar para nós mesmos e ver se estamos onde precisamos estar.
C. Nos levantar e trabalhar para Deus.
1. O cristianismo deve ser ativo, e não passivo.
2. A igreja primitiva virou o mundo de cabeça para baixo para Cristo.
3. O que estamos fazendo para o Senhor? Estamos usando nossos dons e talentos para Ele?
a. Alcançando os perdidos?
b. Incentivando o fraco?
c. Ministrando a cura para o enfermo?
4. Você está ativamente envolvido em ver o progresso da obra de Deus?
a. Se não, é hora de começar.
b. Não deixe outro dia passar sem a determinação de fazer algo para Deus.
c. Você está salvo? Se não, venha hoje e nasça de novo.
d. Você já foi obediente a Deus na área do batismo?
e. Você é um membro desta igreja local?
f. A hora é agora para você se comprometer com a obra de Deus.

Conclusão: Que tipo de legado vamos deixar para aqueles que virão depois de nós? Será que vai ser aquele que é sem compromisso ou aquele de ação determinada? Anos depois de partirmos, quando outros considerarem nossas vidas, o que eles vão ver? Fidelidade ou mediocridade? É nossa escolha hoje!

Leia também: Três Passos Para O Fracasso Na Vida Cristã

Pr. Aldenir Araújo

0 Comentários em "A Importância da Fidelidade"

Postar um comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!