O Deus Que Fala

O Deus Que FalaTexto: Salmos 19:1-14
Introdução: O falecido Francis Schaeffer, referindo-se a Deus, escreveu: "Ele está lá, e não está em silêncio". A criação declara a existência de Deus.

A Bíblia fornece uma visão mais clara de Deus. Deus continua a falar através da criação, da Bíblia, e por meio de Seu Filho, o Senhor Jesus Cristo. O Senhor Jesus na Bíblia muitas vezes declarou: "Se alguém tem ouvidos para ouvir, ouça".

Você está ouvindo o que Deus tem falado através da Sua criação, da Sua Palavra e do Seu Filho? Se está, o que está fazendo em resposta ao que você já ouviu falar?

I. O Testemunho da criação

A. A majestade da criação.
1. A criação é um testemunho da majestade do Criador. Ela revela a glória do Criador. Nos maravilhamos com as coisas que Deus fez, mas o Criador é maior do que a Sua criação. A glória de Deus é tão grande e gloriosa que não haverá necessidade do sol no céu. (Apocalipse 22:5). Podemos facilmente compreender por que Isaías, João e outros na Bíblia ficaram perplexos na presença do Senhor. (Isaias 6:1-8; Apocalipse 1:12-18)
2. "Quando contemplo os teus céus, obra dos teus dedos, a lua e as estrelas que estabeleceste, que é o homem, para que te lembres dele? E o filho do homem, para que o visites?" (Salmo 8:3-4)
B. A maravilha da criação.
1. Perdemos a maravilha da criação. Quando ignoramos a Sua criação, perdemos o sinal de Deus e Seu incrível poder e presença.
2. "porque nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por ele e para ele" Colossenses 1:16
C. A Mensagem da criação. (v. 2-4)
1. A mensagem de criação é implacável e universal. Davi afirma que "Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite revela conhecimento a outra noite". Tudo na criação declara a glória e a presença de Deus. Paulo declarou em Romanos 1:20 "Pois os seus atributos invisíveis, o seu eterno poder e divindade, são claramente vistos desde a criação do mundo, sendo percebidos mediante as coisas criadas, de modo que eles são inescusáveis". Somos confrontados 24/7 com o fato de que Deus existe. Ninguém está excluído porque a mensagem de criação é universal. "Não há fala, nem palavras; não se lhes ouve a voz. Por toda a terra estende-se a sua linha, e as suas palavras até os confins do mundo". A criação dá um testemunho infalível da presença de Deus. Como uma casa revela que há um pedreiro, a criação revela que existe um Criador. A mensagem da criação é compreensível pelo homem. Paulo disse: "eles são inescusáveis". Tudo na criação declara a glória e a presença de Deus. A criação nos fala da existência de Deus e Sua criatividade. A Bíblia nos dá a maior revelação de Deus, nos mostra que Ele é santo, justo, amoroso e gracioso.

II. Palavra de Revelação

A Bíblia é a revelação de Seu caráter santo e a condição desesperada do homem. A Palavra de revelação exalta a Deus e ilumina o homem. Neste Salmo, Davi nos dá seis descrições da Palavra de Deus e o propósito que a Palavra alcança. O apóstolo Paulo destacou que "a lei é santa, e o mandamento é santo, justo e bom" (Romanos 7:12)
A. A Palavra descrita. (v. 7-9) 1. "A lei do Senhor é perfeita, e refrigera a alma". A Palavra de Deus é um perfeito tesouro da verdade. Ela tem o poder para convencer do pecado e o poder para remodelar (transformar) o pecador. A palavra "alma" refere-se a a pessoa como um todo. A Palavra da verdade pode transformar uma pessoa através do poder de Cristo vivendo dentro do crente.
2. "O testemunho do Senhor é fiel, e dá sabedoria aos simples". A Palavra de Deus é fiel, assim como o caráter imutável de seu Autor. A palavra "simples" fala de uma pessoa que é ingênua, facilmente influenciada, sem discernimento. A Palavra dá "sabedoria aos simples". A pessoa que entregou sua vida a Cristo e à Sua Palavra pode crescer em compreensão, sabedoria e conhecimento de Deus. Ela pode aprender a viver para agradar a Deus.
3. "Os preceitos do Senhor são retos, e alegram o coração". Deus fez as regras para nos dar instruções sobre como viver. Felicidade e alegria são as bênçãos que são nossas, quando vivemos de acordo com a Sua Palavra. "Antes bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus, e a observam" (Lucas 11:28)
4. "o mandamento do Senhor é puro, e alumia os olhos". O mandamento do Senhor revela o que Deus requer. A palavra "puro" significa que a Palavra de Deus é livre de qualquer imperfeição ou corrupção. A Palavra de Deus dá luz espiritual aos que estão em trevas espirituais.
5. "O temor do Senhor é limpo, e permanece para sempre". Reverência e temor de Deus fará com que um pecador tome um banho espiritual. A Palavra de Deus tem um efeito de limpeza em nós. Jesus disse: "Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado" (João 15:3). A filosofia e a psicologia do homem torna-se obsoleta e são substituídas por novas maneiras de pensar. "Tendo cuidado para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo" Colossenses 2:8 - O Verbo eterno de Deus nunca muda e é sempre relevante. A Palavra de Deus deve controlar o pensamento, ação e atitude do crente para que ele vá se transformando para ser mais semelhante a Cristo.
6. "os juízos do Senhor são verdadeiros e inteiramente justos". A Palavra de Deus é verdadeira e justa. As palavras do homem estão cheias de mentiras e enganos. A Lei, julgamentos, ordenanças de Deus apresenta o que é melhor para o seu povo. Muitas pessoas estão "sempre aprendendo, mas nunca podendo chegar ao pleno conhecimento da verdade" (2 Timóteo 3:7) Essas pessoas nunca chegam a Jesus, que é "verdade" como Ele é revelado na Bíblia. (João 14: 6) "Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna; e são elas que dão testemunho de mim; mas não quereis vir a mim para terdes vida!" (João 5:39-40). A Palavra de Deus revela a Palavra viva que é Jesus, aquele que dá a vida eterna aos pecadores.
B. A Palavra desejada. (v. 10-11)
O salmista coloca o valor final sobre a Palavra de Deus. Seu valor é maior do que todos os tesouros e posses terrenas. A Palavra de Deus é mais desejável do que o ouro fino. Como o ouro, os homens devem cavar para encontrar seus tesouros. Há poucas pessoas que estão dispostos a fazer o esforço ou tempo para descobrir as preciosas verdades da Bíblia. A Palavra de Deus é mais doce do que o mel e o destilar dos favos. A Palavra traz refresco e enriquecimento para a alma. A Palavra dá advertências. Ela orienta o crente a permanecer no caminho reto e estreito. A Palavra pode dar compreensão para impedir o crente de se desviar de Deus. Há recompensas por guardar a Palavra de Deus no presente, bem como no futuro. "Pois o exercício corporal para pouco aproveita, mas a piedade para tudo é proveitosa, visto que tem a promessa da vida presente e da que há de vir" (1 Timóteo 4:8).

III. Vigilante contra o pecado

A. Vigilante em oração. (v. 12-13)
1. Em primeiro lugar, o salmista pediu a limpeza dos pecados ocultos. Ele sabia do perigo e a destruição desses defeitos ocultos. A pessoa que ama a Deus não quer nada entre ele e seu Senhor.
2. Em segundo lugar, o salmista pediu a contenção do pecado voluntário. Davi orou: "Também de pecados de presunção guarda o teu servo, para que não se assenhoreiem de mim". Jesus ensinou seus discípulos a orar: "E não nos deixeis cair em tentação; mas livra-nos do mal" (Mateus 6:13) O orgulho, a autossuficiência, a rebelião e a ingratidão são todos os pecados de presunção. O pecado da presunção é a pior forma de pecado contra Deus e como o salmista devemos pedir a graça para que esses pecados não tenham domínio sobre nós.
B. Vigilância na prática. (v. 14) 1. O salmista queria que suas palavras, seus pensamentos e suas ações fossem aceitáveis ao Senhor. No Salmos 119:9 a pergunta é feita: "De que maneira poderá o jovem guardar puro o seu caminho?" A resposta é: "Observando-o segundo a tua palavra". A Palavra de Deus tem o poder de purificar do pecado. Enquanto a nossa velha natureza pecaminosa não é erradicada, a Palavra de Deus nos dará poder para pecar menos. Podemos viver vidas inocentes. "Tua Palavra tenho escondido em meu coração, para eu não pecar contra ti" (Salmos 119:11)
O salmista se refere ao Senhor como "a minha força, e meu Redentor". Jesus Cristo é a nossa força e nosso Redentor. Jesus comprou o pecador crente para fora do mercado de escravos do pecado pela Sua morte e sangue derramado. (Romanos 3:24; 1 Coríntios 6:19-20; Efésios 1:7; 1 Pedro 1:18-19; Apocalipse 5:9) Como o salmista, devemos desejar ser agradáveis ao Senhor Jesus.

Conclusão:

1. Ninguém pode alegar ignorância a existência de Deus. Todos são indesculpáveis.
2. Deus nos deu a Sua Palavra para que possamos viver para agradar a Ele. Qual grande parte da Palavra que você está aplicando em sua caminhada diária?
3. Pecados presunçosos são caros. Você está admitindo a Deus?
4. Deus falou através de Sua criação, através de Sua Palavra, e através do Seu Filho. O Senhor "não levando em conta os tempos da ignorância, manda agora que todos os homens em todo lugar se arrependam" (Atos 17:30)

Ou você abandona o pecado e se renda ao Salvador ou você vai queimar no inferno. A escolha é sua.

0 Comentários em "O Deus Que Fala"

Postar um comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!