O Dia da Expiação era um dia importante para os israelitas. Conhecido hoje como Yom Kippur. Atualmente, os judeus não têm um templo e não praticam o sacrifício de animais. O Yom Kippur ainda continua a ser o dia mais sagrado no calendário judaico. Para os israelitas, o Dia da Expiação era um dia de confissão e purificação do pecado. Devemos observar com atenção os dois bodes mencionados neste capítulo.
O Dia da Expiação – Bode Expiatório
Texto: Levítico 16:18-19
Introdução: O Dia da Expiação era um dia importante para os israelitas. Conhecido hoje como Yom Kippur. Atualmente, os judeus não têm um templo e não praticam o sacrifício de animais. O Yom Kippur ainda continua a ser o dia mais sagrado no calendário judaico. Para os israelitas, o Dia da Expiação era um dia de confissão e purificação do pecado. Devemos observar com atenção os dois bodes mencionados neste capítulo.

Neste dia, o Sumo Sacerdote entrava no santo dos santos. O Sumo Sacerdote tinha permissão para entrar no lugar santíssimo uma vez por ano. (v. 2) Antes que ele pudesse entrar, ele tinha de se lavar e vestir as vestes sagradas. (v. 4) O sumo sacerdote tinha que oferecer um carneiro para expiação do pecado para si e sua família. (v. 5) Depois de ter feito expiação por seu pecado, ele poderia oferecer o sacrifício para a nação de Israel.

I. A Importância dos dois bodes

Dois bodes eram tirados do meio da congregação. Arão, o sumo sacerdote, lançaria "sortes sobre os dois bodes: uma pelo Senhor, e a outra por Azazel" (Levítico 16:8)
A. O bode do Senhor. (Levítico 16:15-19)
1. O sacerdote levaria o bode do Senhor até o altar para ser morto como oferta pelo pecado do povo. Este bode era oferecido como sacrifício e seu sangue era apresentado a Deus. O sacerdote espargia o sangue sobre o propiciatório e diante do propiciatório.
2. No versículo 16, somos informados de que esta oferta era feita por causa das impurezas, transgressões e pecados do povo. Até mesmo o lugar santo tinha que ter o sangue aplicado por causa da poluição do pecado do povo.
B. O bode vivo. (Levítico 20-22) 1. O bode vivo era conhecido como o bode expiatório. O sacerdote colocava as duas mãos na testa do mesmo e confessava os pecados de Israel.
a. Iniquidade significa "torto ou curvado" Refere-se à inclinação da natureza humana para o pecado.
b. Transgressão significa "rebelião, ou passar por cima de um limite"
c. Pecado significa "perder ou ficar aquém". Nós perdermos a marca da justiça de Deus. "Não há justo" (Romanos 3:10)
2. Este bode era um substituto. O bode era levado para o deserto e solto. Isto representava simbolicamente os pecados de Israel que estava sendo removida. As pessoas eram reconciliadas com Deus por mais um ano.
3. O sangue de touros e bodes nunca poderia tirar os seus pecados. Esta cerimônia tinha de ser repetida a cada ano.

II. O Simbolismo dos bodes

Os dois bodes representavam duas verdades: sacrifício e substituição. Os dois bodes eram um símbolo do que o Senhor Jesus fez por nós na cruz.
A. Jesus é nosso sacrifício pelo nosso pecado. (Hebreus 9:26) "sacrifício de si mesmo" 1. O sacrifício de Jesus satisfez a justiça de Deus.
2. O sacrifício de Jesus pagou o preço pelo pecado.
3. O sacrifício de Jesus virou-se a ira de Deus.
4. O sacrifício de Jesus tornou a misericórdia e a graça de Deus disponível.
a. "pois isto é o meu sangue, o sangue do pacto, o qual é derramado por muitos para remissão dos pecados" Mateus 26:28
b. "e andai em amor, como Cristo também vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, como oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave" Efésios 5:2
c. "que se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniquidade, e purificar para si um povo todo seu, zeloso de boas obras" Tito 2:14
d. "o qual se deu a si mesmo por nossos pecados, para nos livrar do presente século mau, segundo a vontade de nosso Deus e Pai" Gálatas 1:4
B. Jesus é o nosso substituto para o nosso pecado. (Hebreus 9:28) "tirar os pecados de muitos"
1. "Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e esmagado por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados" Isaías 53:5.
2. "Àquele que não conheceu pecado, Deus o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus" 2 Coríntios 5:21
3. "levando ele mesmo os nossos pecados em seu corpo sobre o madeiro, para que mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados" 1 Pedro 2:24
4. "mas este, havendo oferecido um único sacrifício pelos pecados, assentou-se para sempre à direita de Deus" Hebreus 10:12
5. "Pois com uma só oferta tem aperfeiçoado para sempre os que estão sendo santificados" Hebreus 10:14
6.  "E não me lembrarei mais de seus pecados e de suas iniquidades" Hebreus 10:17

Conclusão: Jesus deu a si mesmo como nosso sacrifício e como nosso substituto. O culto de ceia é um lembrete do corpo partido de Jesus e do sangue derramado por nós.

Ao partilharmos da comunhão, ela deve humilhar-nos e levar-nos a examinar nossas vidas. Deve levar-nos a confessar os nossos pecados e ser limpos pelo Seu sangue. (1 João 1:7, 9)

A única maneira de um pecador ser perdoado é pelo sangue de Jesus. Ele deve se arrepender e receber a Jesus como seu Senhor e Salvador.

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Axact

Esboço de Sermão

Vestibulum bibendum felis sit amet dolor auctor molestie. In dignissim eget nibh id dapibus. Fusce et suscipit orci. Aliquam sit amet urna lorem. Duis eu imperdiet nunc, non imperdiet libero.

Postar um comentário:

0 comments:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!