Header Ads

O Dia da Expiação – Bode Expiatório

O Dia da Expiação – Bode Expiatório
Texto: Levítico 16:18-19
Introdução: O Dia da Expiação era um dia importante para os israelitas. Conhecido hoje como Yom Kippur. Atualmente, os judeus não têm um templo e não praticam o sacrifício de animais. O Yom Kippur ainda continua a ser o dia mais sagrado no calendário judaico. Para os israelitas, o Dia da Expiação era um dia de confissão e purificação do pecado. Devemos observar com atenção os dois bodes mencionados neste capítulo.

Neste dia, o Sumo Sacerdote entrava no santo dos santos. O Sumo Sacerdote tinha permissão para entrar no lugar santíssimo uma vez por ano. (v. 2) Antes que ele pudesse entrar, ele tinha de se lavar e vestir as vestes sagradas. (v. 4) O sumo sacerdote tinha que oferecer um carneiro para expiação do pecado para si e sua família. (v. 5) Depois de ter feito expiação por seu pecado, ele poderia oferecer o sacrifício para a nação de Israel.

I. A Importância dos dois bodes

Dois bodes eram tirados do meio da congregação. Arão, o sumo sacerdote, lançaria "sortes sobre os dois bodes: uma pelo Senhor, e a outra por Azazel" (Levítico 16:8)
A. O bode do Senhor. (Levítico 16:15-19)
1. O sacerdote levaria o bode do Senhor até o altar para ser morto como oferta pelo pecado do povo. Este bode era oferecido como sacrifício e seu sangue era apresentado a Deus. O sacerdote espargia o sangue sobre o propiciatório e diante do propiciatório.
2. No versículo 16, somos informados de que esta oferta era feita por causa das impurezas, transgressões e pecados do povo. Até mesmo o lugar santo tinha que ter o sangue aplicado por causa da poluição do pecado do povo.
B. O bode vivo. (Levítico 20-22) 1. O bode vivo era conhecido como o bode expiatório. O sacerdote colocava as duas mãos na testa do mesmo e confessava os pecados de Israel.
a. Iniquidade significa "torto ou curvado" Refere-se à inclinação da natureza humana para o pecado.
b. Transgressão significa "rebelião, ou passar por cima de um limite"
c. Pecado significa "perder ou ficar aquém". Nós perdermos a marca da justiça de Deus. "Não há justo" (Romanos 3:10)
2. Este bode era um substituto. O bode era levado para o deserto e solto. Isto representava simbolicamente os pecados de Israel que estava sendo removida. As pessoas eram reconciliadas com Deus por mais um ano.
3. O sangue de touros e bodes nunca poderia tirar os seus pecados. Esta cerimônia tinha de ser repetida a cada ano.

II. O Simbolismo dos bodes

Os dois bodes representavam duas verdades: sacrifício e substituição. Os dois bodes eram um símbolo do que o Senhor Jesus fez por nós na cruz.
A. Jesus é nosso sacrifício pelo nosso pecado. (Hebreus 9:26) "sacrifício de si mesmo" 1. O sacrifício de Jesus satisfez a justiça de Deus.
2. O sacrifício de Jesus pagou o preço pelo pecado.
3. O sacrifício de Jesus virou-se a ira de Deus.
4. O sacrifício de Jesus tornou a misericórdia e a graça de Deus disponível.
a. "pois isto é o meu sangue, o sangue do pacto, o qual é derramado por muitos para remissão dos pecados" Mateus 26:28
b. "e andai em amor, como Cristo também vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, como oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave" Efésios 5:2
c. "que se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniquidade, e purificar para si um povo todo seu, zeloso de boas obras" Tito 2:14
d. "o qual se deu a si mesmo por nossos pecados, para nos livrar do presente século mau, segundo a vontade de nosso Deus e Pai" Gálatas 1:4
B. Jesus é o nosso substituto para o nosso pecado. (Hebreus 9:28) "tirar os pecados de muitos"
1. "Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e esmagado por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados" Isaías 53:5.
2. "Àquele que não conheceu pecado, Deus o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus" 2 Coríntios 5:21
3. "levando ele mesmo os nossos pecados em seu corpo sobre o madeiro, para que mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados" 1 Pedro 2:24
4. "mas este, havendo oferecido um único sacrifício pelos pecados, assentou-se para sempre à direita de Deus" Hebreus 10:12
5. "Pois com uma só oferta tem aperfeiçoado para sempre os que estão sendo santificados" Hebreus 10:14
6.  "E não me lembrarei mais de seus pecados e de suas iniquidades" Hebreus 10:17

Conclusão: Jesus deu a si mesmo como nosso sacrifício e como nosso substituto. O culto de ceia é um lembrete do corpo partido de Jesus e do sangue derramado por nós.

Ao partilharmos da comunhão, ela deve humilhar-nos e levar-nos a examinar nossas vidas. Deve levar-nos a confessar os nossos pecados e ser limpos pelo Seu sangue. (1 João 1:7, 9)

A única maneira de um pecador ser perdoado é pelo sangue de Jesus. Ele deve se arrepender e receber a Jesus como seu Senhor e Salvador.

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!

Tecnologia do Blogger.