Observaste porventura o meu servo Jó?

Observaste porventura o meu servo Jó?
Texto: Jó 1:8

Introdução: O livro de Jó descreve os sofrimentos do justo. Seus amigos tentaram convencê-lo de que ele estava sofrendo porque ele tinha pecado, mas Jó manteve sua inocência.

Este sermão examina o que Deus disse sobre Jó. Oxalá, Ele pudesse dizer o mesmo sobre nós.

1. Jó - Servo de Deus

A. Deus chamou Jó de “Meu servo" - viveu durante a era patriarcal; (Jó 1:5), falou com Deus (Jó 38:1-42:6), e ofereceu orações em favor dos outros (Jó 42:8)
B. Deus sempre esperou que as pessoas o servisse (Eclesiastes 12:13) - leis diferentes em momentos diferentes; mas a expectativa de obediência era constante
C. Não podemos simplesmente reivindicar servir a Deus - devemos fazer a Sua vontade (Lucas 6:46)

2. Jó - ninguém semelhante a ele

A. Jó era único - o serviço fiel a Deus significaria ser diferente do mundo (Mateus 5:13-14)
B. Ele estava determinado a ser fiel, não importa o que os outros fizessem - mesmo que seus filhos pecaram (Jó 1:5), sua esposa o desencorajou (Jó 2:9-10), seus amigos se voltaram contra ele (Jó 12:2-4), ou ele era o único (Jó 1:8)
C. Devemos estar contentes por ser diferentes (Romanos 12:2)

3. Jó - íntegro e reto

A. Estes termos não são os mesmos, mas relacionados - foco em ser completo (integro) e reto (justo)
B. Deus quer que sejamos completos (perfeitos / irrepreensíveis) - Ele nos deu Sua Palavra para nos completar (2 Timóteo 3:16-17); só funciona se seguimos Sua palavra (Tiago 1:22)
C. Deus quer que sejamos íntegros (retos / justos) - Sua palavra nos treina em justiça (2 Timóteo 3:16); mas devemos praticar a justiça (1 João 3:7)

4. Jó - Temente a Deus

A. Deus sempre esperou que Seu povo o temesse (Eclesiastes 12:13)
B. Devemos temê-lo hoje (Atos 10:34-35) - respeito por quem Ele é (Hebreus 12:28); reconhecimento pelo que Ele fará aos infiéis (Hebreus 10:30-31)

5. Jó – Se desvia do mal

A. Muitos no mundo religioso distorceram tanto as Escrituras que ignoram esse ponto
B. Alguns ensinam que somos irrepreensíveis e inteiramente puros por Deus (nada que possamos fazer) - portanto, o pecado torna-se permitido (Judas 4); embora eles não admitam isso
C. Devemos afastar o pecado de nossas vidas (Romanos 6:1-2) - crucificar o velho homem do pecado (Romanos 6:6)

Conclusão

A. Em um cenário como o descrito em nosso texto, Deus poderia dizer isso de nós?
B. Examine a si mesmo (2 Coríntios 13:5) - faça quaisquer correções / melhorias

0 Comentários em "Observaste porventura o meu servo Jó?"

Postar um comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!