Header Ads

Sobre o que não devemos orar

Sobre o que não devemos orar
Texto: Lucas 11:1

Introdução: Os discípulos de Jesus pediram que Ele os ensinasse a orar. Costumamos pensar nisso em termos do que devemos orar. No entanto, há também algumas coisas pelas quais não devemos orar. Discutiremos isso neste sermão.

1. Por qualquer coisa que seja contrária à vontade de Deus

A. Quando oramos, devemos orar de acordo com a vontade de Deus (1 João 5:14-15) - O exemplo de Jesus no Jardim do Getsêmane (Mateus 26:39)
B. Certamente devemos orar e fazer conhecido nossos pedidos a Ele (Filipenses 4:6) - mas orar por alguma coisa não significa que Deus responderá como nós o desejamos (2 Coríntios 12:7-10); Devemos sempre orar para que a Sua vontade seja feita (Mateus 6:10)
C. Existe alguma maneira de conhecer a Sua vontade? - Sim, como Ele revelou em Sua Palavra (1 Coríntios 2:10-12); então devemos orar por coisas que estão em harmonia com a Sua palavra (Mateus 6:11-13; 1 Timóteo 2:2)
D. Algumas coisas podem estar além do que foi revelado (ver Deuteronômio 29:29), mas não estão em conflito - exemplo: oração por um doente; orar (Filipenses 4: 6), mas fazê-lo com fé para que a vontade de Deus seja feita (Mateus 6:10)
E. Outras coisas estão em conflito direto com a palavra de Deus - exemplo: orar para ganhar na loteria, a oração de alguém que era infiel ao seu cônjuge para encontrar um novo companheiro; Não ore por tais coisas (Jeremias 14:10-12)

2. Para o que está enraizado em nossas luxúrias

A. Tiago falou sobre aqueles que pediam com os motivos errados (Tiago 4:3) - eles pediam o que estava enraizado na luxúria, ao que eles estavam escravizados (Tito 3:3); estes foram os tipos de concupiscências que levaram ao pecado (Tiago 1:14-15)
B. Já notamos o fato de que devemos orar para que a vontade de Deus seja feita (Mateus 6:10) - essas orações não têm nenhuma preocupação com a vontade de Deus, somente com nossa própria vontade; devemos aprender a conformar nossa vontade à vontade de Deus (2 Coríntios 10:5); aceitar Sua vontade (2 Coríntios 12:10)
C. Muitas vezes oraremos pelo que nos beneficia - comida (Mateus 6:11), paz (1 Timóteo 2:2), etc.; mas estes estão em harmonia com a vontade de Deus; se algo é exatamente o que queremos, não é algo para orar

3. Pelo que não cremos que Deus tem poder para fazer

A. Tiago disse que devemos pedir com fé sem duvidar (Tiago 1:6-8) - contexto da promessa de Deus de nos dar sabedoria (Tiago 1:5); Ele não daria isso milagrosamente, mas através da palavra (1 Coríntios 2:6-13, Colossenses 1:9; 3:16; 2 Timóteo 3:15); certamente devemos orar por sabedoria, mas devemos adquirir conhecimento da palavra de Deus para obtê-la.
B. Orar "com fé" não significa que Deus fará qualquer coisa, enquanto crermos que Ele pode fazê-lo - Ele somente responderá de acordo com Sua vontade (1 João 5:14-15)
C. Mas devemos orar, reconhecendo o grande poder de Deus (Efésios 3:20) - se não cremos que Deus tem o poder de fazer alguma coisa, é inútil orar por ela

4. Para que Deus faça o que Ele nos disse para fazermos

A. Jesus ensinou Seus discípulos a orarem pelo seu pão de cada dia (Mateus 6:11) - mas isso não significa que eles poderiam ser preguiçosos e não trabalhar e esperar que Deus provesse; aqueles que são capazes de trabalhar devem estar dispostos a fazê-lo (2 Tessalonicenses 3:10, ver Eclesiastes 9:10)
B. Fazemos o que podemos fazer - ore para que Deus supra o que está além do nosso controle (Atos 14:17); a oração não é um substituto para a responsabilidade pessoal

5. Para salvação sem a obediência

A. É comum que as pessoas orem uma "oração de pecador" para serem salvas - elas entendem mal o que significa "invocar o nome do Senhor" (Romanos 10:13, ver Atos 22:16); pode-se orar fervorosamente e ser sincero e ainda não ser cristão (Atos 9:9-11; 10:1-2); aqueles que são salvos são aqueles que obedecem ao Senhor (Atos 22:16, 1 Pedro 3:21, Hebreus 5:9)
B. Podemos certamente orar para que as pessoas sejam salvas (Romanos 10:1) - mas elas ainda devem obedecer (Romanos 10:3)
C. Podemos e devemos ensinar aos outros (Atos 8:4) - mas eles devem escolher obedecer (Romanos 10:16)

Conclusão

A. A oração é um grande privilégio que temos como povo de Deus - mas devemos aprender a orar como devemos
B. Evite orar pelo que não devemos orar - devemos aprender a conformar nossa vontade com a vontade de Deus

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!

Tecnologia do Blogger.