Header Ads

José de Arimatéia - Desafios que enfrentou e traços que podemos imitar

José de Arimatéia - Desafios que enfrentou e traços que podemos imitar
Texto: Mateus 27:57-60

Introdução: Uma das pessoas que lemos em conexão com a morte de Jesus é José de Arimatéia. Ele se encarregou de sepultar o corpo de Jesus. Ele é mencionado em todos os quatro evangelhos, mas apenas brevemente.

Existem algumas lições que podemos aprender com este homem - desafios que enfrentou e traços que podemos imitar.

1. Os desafios para José de Arimatéia

A. Ele era um homem rico (Mateus 27:57) - difícil para um rico entrar no reino (Mateus 19:23-24); muitos nobres não obedecem ao evangelho (1 Coríntios 1:26); muitas vezes são hostis aos cristãos (Tiago 2:6); as riquezas nos tentam a confiar mais na riqueza do que em Deus (1 Timóteo 6:17, Apocalipse 3:17)
B. Ele era um membro proeminente do Concílio (Marcos 15:43) - o Concílio como um todo era oposto a Jesus (João 11:47-53); os poucos que creram tinham medo de confessá-Lo (João 12:42-43); eles se preocupavam em perder sua posição (João 11:48); seguir a Cristo significava desistir da posição
C. Sua fé o colocou em perigo (João 19:38) - a razão pela qual ele estava com medo era a ameaça de ser expulso da sinagoga (João 9:22; 12:42); isso o excluiria de qualquer contato espiritual, social e até mesmo de negócios dentro da comunidade; além disso, se eles mataram Jesus, eles poderiam fazer isso a outros (João 11:53; 12: 10-11; Atos 7:54-60)

2. Os traços que podemos imitar em José de Arimatéia

A. Ele era um discípulo de Jesus (Mateus 27:57) - fácil de se concentrar no fato de que ele era um discípulo secreto (João 19:38); mas o fato é que ele era um discípulo desde o princípio; um discípulo é um aprendiz, o qual requer que se continue nas palavras de Jesus (João 8:31)
B. Ele era um homem bom e justo (Lucas 23:50) - ele vivia de acordo com a lei que Deus havia dado; devemos fazer o bem e praticar a justiça (2 Coríntios 5:10; 1 João 3:7); isso é definido na palavra de Deus (2 Timóteo 3:16-17)
C. Ele estava esperando o reino (Marcos 15:43) - outros estavam também (João 6:15, Lucas 17:20, 23:42, Atos 1:6); muitos entendiam mal a natureza do reino de Cristo (João 18:36); possivelmente José de Arimatéia também; podemos ser parte do reino agora (Mateus 16:18-19, Colossenses 1:13); devemos apreciar esse fato.
D. Ele não consentiu com o plano do Concílio (Lucas 23:51) - ele não seguiu a multidão para fazer o mal (Êxodo 23:2); não devemos ir junto com o mal ao nosso redor (Efésios 5:11)
E. Ele foi capaz de reunir sua coragem (Marcos 15:43) - ele era um discípulo secreto e com medo dos judeus; no entanto, neste momento, ele construiu a coragem necessária para ir e pedir o corpo de Jesus; pode haver momentos em que temos medo de falar do Senhor (Mateus 26:69-75), mas podemos construir nossa coragem avançando (Atos 4:19-21, 5:27-29, 40- 42)
F. Ele deu seu tempo, esforço e posses para o Senhor (Mateus 27:59-60) - preparou o corpo de Jesus e usou seu túmulo; precisamos dar nosso tempo ao Senhor (Efésios 5:16, 2 Timóteo 2:15, Hebreus 10:25); precisamos trabalhar para o Senhor (Colossenses 1:10); precisamos usar nossas posses para o Senhor (1 Coríntios 16:2; 1 Timóteo 6:18)

3. O que aconteceu depois da ressurreição de Jesus?

A. As Escrituras não nos contam mais sobre José de Arimatéia depois do sepultamento de Jesus - embora existam lendas e histórias sem inspiração sobre ele.
B. Poderia ele ter sido um dos 3.000 que obedeceram o evangelho no dia de Pentecostes? – Talvez.
C. Poderia ele ter obedecido mais tarde depois de superar seu medo dos judeus? – Possivelmente.
D. Poderia ele ter abandonado sua fé através da pressão de seus companheiros? - Possivelmente.
E. Podemos especular sobre seu futuro, mas simplesmente não sabemos o que aconteceu com ele depois do sepultamento de Jesus - em vez disso, precisamos aprender as lições que encontramos nas Escrituras e aplicá-las à nossa vida.

Conclusão

A. Em vez de se perguntar se José de Arimatéia continuou obedecendo ao evangelho e servindo ao Senhor no reino, precisamos olhar para nós mesmos.
B. Você obedece ao evangelho? - se não, por que não?
C. Se você já se converteu ao Senhor, você está servindo fielmente ao Senhor em Seu reino? - se não, por que não?

Nenhum comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!