Nosso tema nas últimas semanas nas noites de domingo tem sido "Verdadeira Comunhão". Estudamos a primeira epístola de João para ver uma série de coisas relacionadas à comunhão. No capítulo um, analisamos algumas das condições para a comunhão, no capítulo dois discutimos a conduta correta na comunhão, e no capítulo três consideramos as características da comunhão.
Série: Comunhão - Cuidados na Comunhão
Texto: I João 4:1-21

Introdução: Nosso tema nas últimas semanas nas noites de domingo tem sido "Verdadeira Comunhão". Estudamos a primeira epístola de João para ver uma série de coisas relacionadas à comunhão. No capítulo um, analisamos algumas das condições para a comunhão, no capítulo dois discutimos a conduta correta na comunhão, e no capítulo três consideramos as características da comunhão.

Esta noite, começamos a olhar para o capítulo quatro e descobrimos que João oferece um aviso em relação à comunhão.

I. Sobre espíritos mentirosos. V. 1-6

A. Advertência em relação aos falsos profetas. V. 1
1. “...não creiais a todo espírito...”
2. “..., mas provai se os espíritos vêm de Deus;
a. Devemos colocar esses espíritos à prova.
b. Não podemos aceitar que todo espírito seja o de Deus.
3. Porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo.
a. Muitos nos dias de João, então haverá muitos mais nestes dias.
b. Paulo nos advertiu sobre eles em sua epístola a Timóteo. 2 Timóteo 3:1; 13 "Sabe, porém, isto, que nos últimos dias sobrevirão tempos penosos... Mas os homens maus e impostores irão de mal a pior, enganando e sendo enganados".
c. O próprio Jesus advertiu sobre falsos profetas que viriam. Mateus 7:15: "Guardai-vos dos falsos profetas, que vêm a vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores".
B. Marcas dos falsos profetas. V. 2-3
1. Todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus.
2. Todo espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus.
a. Esta é uma negação do nascimento virginal.
b. Esta é uma negação da Deidade de Cristo como Filho de Deus.
3. Esse tipo de espírito é o espírito do anticristo.
a. Foi profetizado que viria.
b. Estava presente no mundo então e agora!
4. Se você quer uma maneira rápida de saber o que uma pessoa ou algum grupo ensina, descubra o que eles creem sobre Jesus Cristo!
C. ALGUNS ENSINANTES DE FALSOS PROFETAS:
1. As Testemunhas de Jeová acreditam que Cristo foi um ser criado
2. Os modernistas acreditam que Jesus foi um grande profeta e um grande mestre, mas não Deus.
3. Os judeus acreditam que Jesus era um mestre religioso, mas não o Messias.
4. Os mórmons acreditam que Adão-Deus e Maria trouxeram Jesus ao mundo por concepção natural.
5. Os muçulmanos acreditam que Jesus foi o sétimo profeta.
6. A unidade ensina que todo homem tem o potencial de se tornar Cristo.
7. Os católicos acreditam que Jesus era sem pecado porque Maria era sem pecado.
8. A Igreja de Cristo e as Igrejas cristãs acreditam que Jesus se tornou filho de Deus no seu batismo.
9. Os adventistas do sétimo dia acreditam que Cristo nasceu pecador.
10. Os cientistas cristãos acreditam que Jesus não era um ser pessoal, mas apenas um conceito da comunhão de Maria com o espírito supremo.
D. Os crentes são vencedores. V. 4-6
1. O Espírito Santo que habita em nós é maior do que todos os espíritos falsos que estão no mundo. João 14:16-17: "E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Ajudador, para que fique convosco para sempre. A saber, o Espírito da verdade, o qual o mundo não pode receber; porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque ele habita convosco, e estará em vós".
2. Somos diferentes dos falsos espíritos.
3. O mundo os ouve porque são do mundo.
4. Somos de Deus: "quem conhece a Deus nos ouve; quem não é de Deus não nos ouve".
a. Os crentes nascidos de novo não são facilmente enganados pelos pregadores de falsa doutrina.
b. O mundo ouve um falso pregador porque ele prega para agradar o mundo.
c. Os verdadeiros crentes ouvem o ministro de Deus porque o Espírito Santo no coração do ministro testemunha ao coração do crente.
d. Os incrédulos não conseguem suportar a doutrina sã por mais de um curto período de tempo, então declaram guerra ao pregador.
e. Quando a Palavra de Deus é pregada verdadeiramente, ela irá dividir as pessoas.

Hebreus 4:12: " Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até a divisão de alma e espírito, e de juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração".

Veja também:

II. Sobre um espírito verdadeiro e amoroso. V. 7-21

A. O amor é a marca de identificação do crente. V. 7-11
1. A exortação. V. 7
a. "Amado ..." esta é a nossa posição, somos amados por Deus.
b. "... amemo-nos uns aos outros..."; esta é a nossa responsabilidade para com outros membros da família.
c. "... todo o que ama é nascido de Deus e conhece a Deus…”
d. Esta é a nossa característica ou a nossa marca de identificação.
2. A explicação. V. 8
a. "Deus é amor"
b. Deus pode ser conhecido por aqueles cujas vidas são caracterizadas pelo amor.
c. No entanto, não poderíamos conhecer, nem ser capazes de amar sem conhecer a Deus.
d. Ele é a essência do amor.
3. A expressão do amor. V. 9-10
a. Deus enviou Seu Filho como uma manifestação de Seu amor por nós.
b. Ele enviou Cristo para que possamos ter vida.
c. Ele nos amou e enviou o Filho para ser a propiciação (pagamento satisfatório) pelos nossos pecados.
d. Ele nos amou primeiro.
4. O exemplo do amor. V. 11
a. Deus nos amou, portanto;
b. Devemos amar uns aos outros: seguindo nosso exemplo em Cristo.
c. Como Deus nos ama, devemos amar uns aos outros.
B. O amor é a segurança do crente. V. 12-16
1. O amor evidencia a presença de Deus. V. 12
a. Ninguém jamais viu a Deus
b. Deus é amor.
c. Como o mundo pode conhecer essa verdade?
d. Quando amamos uns aos outros, manifestamos Seu amor e Sua presença.
2. O amor evidencia a presença de Deus dentro do crente. V. 13-16
a. Sabemos que nós habitamos nele e ele em nós.
b. Ele nos deu o Seu Espírito. Romanos 8:16: "O próprio Espírito testifica com nosso espírito, que somos filhos de Deus"
c. Ele nos deu Seu Filho para ser Salvador.
d. Deus habita dentro daqueles que confessam que Jesus é o Filho de Deus.
e. Viver uma vida cheia de amor é viver uma vida cheia da presença de Deus.
C. O amor é a confiança do crente. V. 17
1. O crente que praticou o amor durante sua vida terrena poderá se aproximar do juízo de Cristo sem vergonha.
2. Amor como Cristo é a base para essa confiança.
D. O amor é o conforto do crente. V. 18
1. Não há medo no amor.
a. O amor "lança fora o medo"
b. Eles não existem juntos
2. Este não é um medo reverente, como o temor do Senhor ...
3. Isso é medo e terror de juízo ou punição.
4. O amor perfeito (ou maduro) afasta esse tipo de medo.
5. O amor de Deus, vivido e experimentado na vida do crente traz conforto.
E. O amor é o mandamento do crente. V. 19-21
1. Nós amamos porque fomos amados primeiro por Ele.
2. Nossa caminhada deve estar de acordo com nossa fala.
3. Lembre-se: a presença de Deus se manifesta na vida do crente.
4. Se não amamos nossos irmãos em Cristo, não amamos a Deus.
5. E nosso Senhor nos mandou amar uns aos outros.

Neste capítulo, João comparou o "espírito falso mentiroso" com o "espírito verdadeiro e amoroso". Ele nos lembrou que o amor é a marca de identificação do crente, a segurança do crente, a confiança do crente, o conforto do crente e o mandamento do crente.

Jesus disse: "Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros". (João 13:35) Que tipo de "espírito" demostramos para este mundo perdido e moribundo?

Conclusão: Será que realmente importa o que uma igreja ensina? Muitos diriam que não, mas acredito que a Palavra de Deus ensina que é extremamente importante.

Somos advertidos a "provar os espíritos" ou colocá-los à prova para ver se é de Deus! Se algum ensinamento ou pregação não se alinha com a Palavra de Deus, os crentes que estão em comunhão com o Senhor devem ser capazes de reconhecê-lo!

A Palavra de Deus é a nossa "linha de prumo". O fundamento de nossa fé deve ser a Palavra de Deus!

Gostou desse esboço? Olha a novidade que tenho para você!

Eu preparei um e-book com 365 sermões selecionados criteriosamente durante meus mais de 20 anos de ministério. Organizei eles por livros bíblicos para simplificar a busca. Quero que você utilize livremente em suas pregações e possa transformar a vida das pessoas com a Palavra de Deus.

Se você deseja investir em seu ministério, ainda hoje, terá à disposição Um Sermão para Cada Dia do Ano! Clique Aqui para adquirir seu livro.

Axact

Esboço de Sermão

Vestibulum bibendum felis sit amet dolor auctor molestie. In dignissim eget nibh id dapibus. Fusce et suscipit orci. Aliquam sit amet urna lorem. Duis eu imperdiet nunc, non imperdiet libero.

Postar um comentário:

0 comments:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!