Quem é o meu próximo? - Parábola do Bom Samaritano

Quem é o meu próximo? - Parábola do Bom Samaritano
Texto: Lucas 10:25-29

Introdução: Um dos mandamentos fundamentais - na Lei de Moisés e na Lei de Cristo - é amar o seu próximo.

Quando um doutor da lei discutiu isso com Jesus, ele perguntou:

"Quem é o meu próximo?"

Esta é uma questão legítima. Precisamos saber quem é o nosso próximo e como devemos tratá-los.

1. O que é um "próximo"?

A. Esta é uma pergunta diferente da que fizemos em um sermão anterior ("Quem é meu irmão?")
a. Irmão é exclusivo e limitado, não aplicado a qualquer um
b. O próximo é inclusivo e menos limitado, poderia potencialmente incluir qualquer pessoa.
B. A palavra, próximo significa alguém que está perto - portanto, quem é o nosso próximo depende de onde estamos
C. Podemos amar todos os homens (ver 1 Tessalonicenses 3:12) - trata-se da nossa atitude
D. Nós amamos nosso próximo? - Isso tem a ver com nossas ações; o samaritano "provou ser um próximo" (Lucas 10:36)

2. Quem é o meu próximo?

A. Jesus respondeu essa questão com a parábola do bom samaritano (Lucas 10:30-37); discutiu três grupos / pessoas
a. Aqueles que sofreram danos (ladrões)
b. Aqueles que ignoraram a necessidade (sacerdote, levita)
c. Aquele que ajudou o homem necessitado (o samaritano)
B. Jesus perguntou ao doutor da lei que se mostrou um próximo do homem que caiu nas mãos de salteadores (Lucas 10:36)
a. A resposta era óbvia e o doutor da lei sabia a resposta (Lucas 10:37)
C. Quando o doutor da lei respondeu corretamente, Jesus disse-lhe para "ir e fazer o mesmo" (Lucas 10:37)
D. O doutor da lei fez a pergunta inicial para "justificar-se" (Lucas 10:29) - em outras palavras, ele estava procurando um motivo para excluir pessoas da categoria de "próximo"
E. Jesus não deu uma lista exclusiva (judeus, amigos, pessoas do bairro, etc.)
a. Ele ensinou que quem quer que conheçamos que precise de um próximo, devemos ser seu próximo

3. O que fazer em relação ao nosso próximo

A. Ame o seu próximo (Lucas 10:27) - interesse sincero pelo bem-estar dele (Filipenses 2:3-4)
B. Considere-o como um igual (Lucas 10:27) - "como a ti mesmo"; todos são iguais diante de Deus (Atos 17:26)
C. Ajude o seu próximo (Lucas 10: 33-35) - devemos estar dispostos a fazer o bem a todas as pessoas (Gálatas 6:10)
D. Mostre misericórdia para com ele (Lucas 10:37) - compaixão / bondade; então Deus nos mostrará misericórdia (Mateus 5:7)

4. Como fazemos isso?

A. Esteja disposto a ajudar - quando ajudamos os outros, devemos escolher fazê-lo (Atos 5:4; 2 Coríntios 8:12)
B. Ser capaz de ajudar - o que é "aceitável" será "de acordo com o que uma pessoa tem" (2 Coríntios 8:12); isso vai exigir que possamos trabalhar (Efésios 4:28)
C. Ajude diretamente - nada de errado em dar para obras de caridade; também muitos programas governamentais para ajudar as pessoas; mas ser um próximo é sobre fornecer ajuda diretamente (Lucas 10:34-35)

5. Como não fazemos isso?

A. Não se torne um fardo / aborrecimento para eles (Provérbios 25:17) - pode ser excessivo e causar ressentimento
B. Não trate todos da mesma maneira - não é sobre tratar as pessoas de forma diferente devido a raça, nacionalidade, etc.; trata-se de ajudar os necessitados (Lucas 3:10-11)
C. Não permita o comportamento pecaminoso - preguiça (2 Tessalonicenses 3:10; Provérbios 16:26); abuso de drogas / álcool (Provérbios 24:11)

Conclusão

A. Jesus ensinou que devemos amar o nosso próximo
B. Quem é nosso próximo? - Qualquer um que possamos ajudar
C. Precisamos estar prontos e dispostos a provar ser um próximo quando surgirem oportunidades

0 Comentários em "Quem é o meu próximo? - Parábola do Bom Samaritano"

Postar um comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links não serão aprovados!